VIVA SEM TABACO

VIVA SEM TABACO

Nos últimos anos, o Brasil apresentou uma redução de 36% no número de fumantes. Essa redução deve-se as ações de conscientização para o fumo e o auxílio ao tratamento gratuito feito pelo Governo.
As ações realizadas pelo Governo Federal têm o objetivo de reduzir o índice de tabagismo e conscientizar a população dos malefícios causados pelo seu uso, dentre elas o tratamento gratuito realizado no SUS para fumantes. Nele, são ofertados alguns métodos gratuitamente. São eles adesivos, pastilhas, gomas de mascar (com reposição de nicotina). Outra ação importante foi a legislação antifumo onde proíbe o consumo de cigarros, charutos, cachimbos, narguilés e outros, derivados ou não de tabacos, em locais de uso coletivo, público ou privado.
O Dia mundial sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, foi criado em 1987 por membros da Organização Mundial da Saúde (OMS). Todo ano eles abordam temas para conscientizar a população mundial da epidemia de tabaco e as consequências que acarretam seu uso.
Sabemos que a decisão de parar de fumar não é uma tarefa fácil, principalmente porque o tabagismo é uma doença que causa dependência, podendo causar e agravar vários outros tipos de doenças, como por exemplo o câncer, doenças cardiovasculares e enfisema.
As doenças não atingem somente quem tem o hábito de fumar. Ela atinge todos que, por algum motivo, convivem com esse fumante, seja na família ou no local de trabalho. Esses são chamados de fumantes passivos. Ao respirarem a fumaça de produtos de tabaco, também correm riscos de desenvolverem doenças como o câncer, infarto, infecções respiratórias, entre outras. Outros efeitos associados incluem a asma, irritação de olhos e nariz, efeitos negativos no desenvolvimento das crianças, especialmente no crescimento fetal.
Um dos estímulos da decisão de parar de fumar, é justamente não querer prejudicar a saúde de quem você ama!

Aqui vão mais algumas dicas para te incentivar a parar de fumar:

  • Seja determinado! Desde a decisão até fugir de todas as rotinas que te fazem cair na tentação de fumar
  • A partir do momento que decidir parar, marque uma data determinada para isso ocorrer, mas utilize isso como um fortalecimento no processo, e não como um ato de saudade ou martírio
  • Encontre substituições saudáveis como por exemplo realizar atividades físicas. Outras dicas de substituições saudáveis é o consumo de água gelada, picolés de frutas, palitos de cenoura crua, frutas geladas picadas, dentre outros
  • Observe sempre suas atitudes e principalmente descubra quais delas te levam a fumar
  • Encontre apoio entre seus amigos e familiares. O ambiente com incentivos por quem compartilha seus momentos, é de suma importância
  • Evite café e álcool pois eles costumam a levar à vontade de fumar
  • Procure apoio à profissionais de saúde

Se sentir dificuldade, procure uma equipe multidisciplinar, com médico, nutricionista e psicólogo. Eles poderão te ajudar. Mas não se esqueça do dia ”D”, o dia em que você decidiu parar de fumar, e comemore todos os anos esta data a sua grande conquista.

Cuide da saúde de quem ama, começando por você!

Fontes:
Portal da Saúde
Ministério da Saúde
INCA

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Área Restrita

Plataforma de operação de benefícios

Inscreva-se e receba novos conteúdos!



Estou de acordo com as Políticas de Privacidade e Políticas de Cookies da MDS Brasil.*

Estas informações têm como fonte as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que devem ser consultadas aqui, e do Ministério da Saúde, que devem ser consultadas aqui. Destinam-se a informar quais as recomendações gerais das autoridades competentes, não podendo ser consideradas como prestação de aconselhamento médico por parte da MDS.
A MDS não poderá ser legalmente responsável pelas informações acima prestadas. A informação constante deste site não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida.

MDS Brasil © 2021 - Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ por